Redes Sociais

SIM: um avanço para comercialização de produtos derivados de animais

06 Fevereiro 2019 09:35:12

O Selo de Inspeção Municipal - SIM - é uma necessidade para a comercialização de produtos derivados de animais no município de Jaguaruna.

REDAÇÃO FOLHA REGIONAL
Foto: Vanderleia Pereira/ FR

A falta do selo impede, legalmente, a colocação destes produtos nas prateleiras de supermercados. A exigência é prevista na Lei nº 7.889. De acordo com Madson Felisbino, presidente da Cresol Jaguaruna e representante da agricultura familiar, a implantação do selo viabiliza principalmente abertura de pequenas agroindústrias. "Com o selo de inspeção municipal, o pequeno agricultor e o pescador têm a oportunidade de abrir legalmente seu próprio negócio e manipular seus produtos", destaca.  

O Selo de Inspeção Municipal virou realidade através de um Projeto de Lei do Executivo em meados de 2018 e aprovado pela Câmara de Vereadores. A pauta foi debatida no último programa A Cidade que Queremos, no estúdio do Folha Regional Web TV. O engenheiro agrônomo da Epagri, Emerson Evald, destaca que o Selo de Inspeção traz melhorias para o município. "No Brasil, os grandes frigoríficos que atendem uma clientela em nível de país são obrigados a utilizar o Selo de Inspeção Nacional. Quem vende somente no estado, tem que ter o selo estadual. E as pequenas produções, que atendem uma clientela em nível de município, necessariamente precisam se adequar ao selo de inspeção municipal", ressalta o engenheiro, que ainda completa. "A implantação do SIM em Jaguaruna é um ganho para quem produz os derivados", avalia.

Para o município, a parte mais difícil para a implantação do selo é quanto a burocracia. "Tem que haver interesse do município", destaca Evald. O presidente da Cresol ressalta que a luta para a implantação em Jaguaruna já perdurava a mais de uma década. "Para os pequenos agricultores e pescadores, a implantação do SIM foi um avanço", comemora. O assunto abordado no último programa A Cidade Que Queremos, contou também com a presença do secretário da Agricultura, Lorisvaldo Felisbino, que lançou um desafio. "Em Jaguaruna, durante a alta temporada, recebemos cerca de 300 mil turistas que viram nossos consumidores, e se procuramos nos mercados, 90% dos produtos são de fora, isto significa que nós estamos importando para vender para os nossos turistas, temos o desafio de inverter este processo", avalia o secretário, que ainda completa. "Com a implantação do SIM e a organização da nossa agricultora, esta fatia pode ser nossa, produzir e vender para os supermercados. Imagina quanto campo temos para crescer?". O secretário da Agricultura ainda destaca todo o empenho do veterinário Dr. Oseas Schimitz. "É indispensável reconhecer o trabalho deste profissional", lembrou.


Próximo programa

O programa A Cidade Que Queremos é realizado em forma de debate todas as quintas-feiras, no estúdio do Folha Regional Web TV, a partir das 20 horas ao vivo pela página no Facebook. Nesta quinta-feira, 07, o assunto a ser debatido é sobre o orçamento do Legislativo de Jaguaruna. A presidente da Casa, Joelma Miranda, já confirmou a presença. No estúdio também teremos um convidado da bancada de oposição e outro da bancada de situação.




















marcelo-site-ok.png
web-tv-ok-para-o-site.png

Rua Apóstolo João Evangelista, 211 – Loteamento Parque dos Pássaros – Riachinho- Jaguaruna – SC – CEP 88715-000 – (48) 3624-1489