Redes Sociais

Projeto Viva a Lagoa: sustentabilidade é a palavra chave

19 Outubro 2018 11:43:22

A lagoa que abrange as comunidades de Garopaba e Camacho, em Jaguaruna, está passando por um monitoramento com o objetivo de detectar os maiores influentes de poluição.

REDAÇÃO FOLHA REGIONAL
Foto: Divulgação

O trabalho está sendo desenvolvido pela empresa Jaguaruna Saneamento, com a coleta e análise em 14 pontos estratégicos do manancial. Mais de 900 análises já foram realizadas. A missão, visando a sustentabilidade, parece bastante desafiadora, mas reconhecidamente necessária para a vida útil da lagoa. Os resultados nestes primeiros oito meses têm sido surpreendentes, tanto do modo positivo quanto negativo. Os resultados técnicos, na íntegra, são públicos e estarão sendo disponibilizados no site www.jaguarunasaneamento.com.br ou no projeto www.vivaalagoa.com.br. Na quarta-feira, 17, e na noite de ontem, quinta-feira, a equipe da empresa realizou audiências públicas nas comunidades de Garopaba e Camacho, respectivamente, apresentado os números do monitoramento.  

O tratamento do esgoto sanitário tem sido um avanço e um diferencial, muito embora ainda com um percentual pouco expressivo de adesão dos municípios implantados. Mas especialistas alertam para esta tendência e a necessidade para a sustentabilidade. No caso da lagoa do Camacho alguns números já assustam. O engenheiro sanitarista, Ricardo Motta Martins, da empresa Motta Martins Engenharia, garante que a lagoa está apta para atividades pesqueiras como para outras atividades, mas alerta da necessidade de um trabalho preventivo visando a sustentabilidade. "Não estamos querendo assustar, pois os percentuais poluentes de forma geral ainda estão bem abaixo do permitido, porém é necessário que se desenvolva um trabalho visando a sustentabilidade", alerta.

Meta é atender 100% da população

A Jaguaruna Saneamento terá a missão de implantar nos Balneários Camacho e Garopaba do Sul, a coleta e tratamento de esgoto nos próximos três anos. Os investimentos devem ultrapassar R$ 40 milhões. "De certa forma, esse programa serve também para conscientizar a população sobre essas melhorias que estão por vir no esgotamento sanitário", reforça Eduardo Batista, supervisor da empresa. A meta é que em dez anos, 100% da população seja atendida com saneamento básico. Para mais informações, é possível entrar em contato com a Jaguaruna Saneamento por meio do telefone 0800 500 4100 ou conferir o site www.vivaalagoa.com.br.



















marcelo-site-ok.png
web-tv-ok-para-o-site.png

Rua Apóstolo João Evangelista, 211 – Loteamento Parque dos Pássaros – Riachinho- Jaguaruna – SC – CEP 88715-000 – (48) 3624-1489