Redes Sociais

Barra do Camacho: pleito por R$ 5 milhões envolve municípios da região

Os recursos para o desassoreamento e a construção dos molhes do canal da Barra do Camacho, divisa entre Jaguaruna e Laguna, estão sendo pleiteados por lideranças envolvendo os cinco municípios da região.

REDAÇÃO FOLHA REGIONAL

O projeto previu várias frentes de trabalho, como o desassoreamento, o complemento dos molhes nas proximidades da ponte e ainda o enrocamento mar adentro, que é uma das partes mais complexas da obra. 

Uma comissão pleiteia os recursos na casa de R$ 5 milhões para a obra completa. O presidente da Cergal e vereador de Tubarão, Gelson Bento, preside a referida comissão e destaca que é preciso unir forças em conjunto com os municípios interessados. "Jaguaruna e Laguna necessitam da barra, principalmente por uma questão de fonte renda dos pescadores, Sangão e Treze de Maio precisam para o escoamento e Tubarão pela complexidade das enchentes", destaca Gelson.

O presidente da comissão ainda citou sobre a cessão de uso da máquina do Estado, que está disponível para começar o desassoreamento. "A máquina está ali pronta para começar a trabalhar, agora o município de Jaguaruna precisa viabilizar a manutenção para poder ir fazendo a escavação e, paralelo a isto, vamos trabalhando para obtermos a verba a fim de fazer todo o enroncamento necessário", observa Gelson, que ainda destaca o empenho das lideranças regionais em busca da viabilização dos recursos junto aos órgãos federais. "Nós estamos dando continuidade junto às lideranças na insistência de um pleito coletivo no intuito de viabilizar os recursos com a frente parlamentar em Brasília".

O projeto de desassoreamento e enrocamento já em fase conclusiva, está sob a responsabilidade da Associação de Municípios da Região de Laguna - Amurel. O diretor executivo da associação, Celson Heidemann, ainda cita que foi procurado pelo prefeito de Jaguaruna, Laerte Silva dos Santos, com objetivo de se inteirar do estágio do projeto. Ainda durante este mês de janeiro, deverá ocorrer uma audiência com a frente parlamentar catarinense a fim de definir os recursos disponíveis para a obra. "Neste encontro com o Fórum Parlamentar Catarinense poderemos ver qual o tamanho da verba disponibilizada para esta finalidade", ressalta Celso, que completa. "Dependendo do valor disponível, nós podemos avançar com o enroncamento mar adentro, mas para essa adequação do projeto, necessariamente vai depender do valor disponível das emendas parlamentares".

Em Jaguaruna, o prefeito Laerte disse que, de momento, o que tem em mãos é a cessão de uso da máquina do Estado. "A partir de agora, a iniciativa do município será buscar a licença ambiental para estar realizando a dragagem", ressalta. O Jornal Folha Regional procurou a assessoria do deputado federal Daniel Freitas, que coordena a Frente Parlamentar Catarinense para obter mais informações sobre o referido recurso, mas até o fechamento desta edição não tivemos informações precisas sobre os recursos disponíveis. O canal da Barra do Camacho aberto possibilita a entrada de peixes e crustáceos do oceano para a lagoa e garante o sustento de mais de duas mil famílias de pescadores da região.

Associação de pescadores quer a areia do canal

A Associação de Pescadores das comunidades de Garopaba e Camacho quer que a areia retirada com recursos públicos do canal da barra, seja revertida para manutenção do mesmo. O presidente Jaime Mariano destaca que, se a areia ficasse em posse da comunidade, seria um avanço para a manutenção do canal. "É mais que justo que a comunidade pudesse usufruir deste material, pois a areia está sendo retirada com recurso público e o valor da venda poderia ser aplicado na própria barra, em escavação, pedras e demais melhorias que possam manter a barra aberta", reivindica o presidente.

Investigação

As empresas Vitoreti Comércio de Areia e RP Locações e Prestação de Serviços, que detém a posse da areia do canal da barra e que trabalhou no o último desassoreamento do canal, respectivamente, estão sendo investigadas do Ministério Público, sobre acusação de se apoderar de recursos públicos indevidos, através de uma suposta quadrilha formada em Jaguaruna, liderada pelo ex-prefeito Edenilson Montini da Costa, afastado do cargo em 17 de dezembro de 2020, acusado ainda de corrupção e lavagem de dinheiro.



Imagens

















carvalho.png

marcelo-site-ok.png
web-tv-ok-para-o-site.png

Rua Apóstolo João Evangelista, 211 – Loteamento Parque dos Pássaros – Riachinho- Jaguaruna – SC – CEP 88715-000 – (48) 3624-1489