Redes Sociais

A boa vontade de voluntários que acabou em denúncia

14 Maio 2019 19:29:00

A cultura e a boa vontade de preservação do meio ambiente de alguns cidadãos e a má interpretação de outros, se resultou em denúncia no Fórum de Jaguaruna.

REDAÇÃO FOLHA REGIONAL
Foto: Jorge Pereira/ FR

Tudo começou com a louvável iniciativa de alguns voluntários em contribuir com a limpeza pública da lagoa do Arroio Corrente. De acordo com Thiago Nunes, popular Jacaré, a iniciativa se trata de um trabalho corriqueiro dos voluntários. "Nós já somos acostumados a fazer este tipo de limpeza, não somente na lagoa, mas também em toda a orla do Balneário Arroio Corrente". 

Porém, o que Thiago e demais voluntários não imaginavam, é que a ação voluntária em um determinado dia, pudesse se resultar numa ação na Justiça. "Nós só queríamos limpar a lagoa e fomos mal recebidos pelo proprietário do estabelecimento que explora o local", explica. Já o proprietário da lanchonete conta outra versão. "Eu disse que perto da lanchonete eles não precisavam se preocupar que eu mesmo cuidava da limpeza".

Mas, a discussão interpretada por terceiros que presenciaram o fato, acabou viralizando na internet com um número bastante expressivo de compartimentos e comentários, interprestados como ofensas pessoais. O proprietário da lanchonete, Ronivaldo Garcia, o Vá, que também é vereador, se sentiu prejudicado. Ronivaldo fez denúncias contra diversas pessoas que compartilharam e comentaram no Facebook. Ele também levou o caso até a tribuna do Legislativo.

Várias pessoas foram intimadas a comparecer no Fórum de Jaguaruna na última semana. A audiência contou, inclusive, com o apoio dos amigos dos intimados, que foram apoiar a causa em prol da limpeza da lagoa. Por outro lado, o proprietário do estabelecimento, pedia inclusive, indenização por danos morais. De acordo com Claudionor Souza dos Santos, as pessoas envolvidas com o caso estão sendo vítimas de um absurdo provocado por uma liderança política do município. "Nós só queremos que a lagoa tenha acesso livre para as pessoas, e que a limpeza no seu entorno continue sendo permitida sem nenhuma intervenção do proprietário desta lanchonete", comenta.

Após uma conversação com advogados e com o Juiz da Comarca, os ânimos se acalmaram e ambas as partes chegaram a um acordo. Os envolvidos vão publicar nos seus respectivos perfis no Facebook, o acordo assinado perante o Juiz. O vereador Ronivaldo também assumiu de ler a retração na tribuna do Legislativo. Ficou acordado, ainda, que se tratando de um bem público e todas as pessoas vão continuar tendo acesso à lagoa, inclusive para prestar serviços voluntários de limpeza. "Nossa intenção é somente preservar a lagoa e fazer com que o local seja de acesso a todos", finaliza Thiago Nunes.




















marcelo-site-ok.png
web-tv-ok-para-o-site.png

Rua Apóstolo João Evangelista, 211 – Loteamento Parque dos Pássaros – Riachinho- Jaguaruna – SC – CEP 88715-000 – (48) 3624-1489