Redes Sociais

Município de Jaguaruna tem área de plantio de milho triplicada nos últimos cinco anos

'O responsável por este aumento é também a comercialização da silagem', diz o engenheiro agrônomo da Epagri, Emerson Evald.

REDAÇÃO FOLHA REGIONAL
Foto: Vanderleia Pereira/ FR
Agricultor Rangel Porto Costa plantou aproximadamente cinco hectares de milho na propriedade

Para obter uma boa produtividade e lucro na lavoura de milho, o produtor precisa de um planejamento bem feito. Para isto, é importante analisar o custo/benefício da safra e da safrinha. O engenheiro agrônomo da Epagri de Jaguaruna, Emerson Evald, explica que o milho possui duas safras. "A primeira safra é o plantio feito em setembro, sendo que agora ocorre a safrinha, e a segunda, onde o plantio se dá no fim de janeiro até começo de fevereiro. Agora, é a época principal em Jaguaruna para o plantio de milho". De acordo com Emerson, o município tem cultivado 450 hectares de milho, destes, 250 são para silagem e 200 para grãos. O fato do grão ser plantado agora no verão se dá pela época da floração. "Embora alguns produtores prefiram plantar o milho na primeira safra, em setembro, o recomendado para Jaguaruna é que se plante agora, principalmente para os solos de areia, que tem um menor risco de estiagem no período da floração". 

O agricultor Rangel Porto Costa plantou aproximadamente cinco hectares de milho na propriedade. Atualmente está fazendo a colheita da safrinha, comercializando para a silagem, sendo que o material usado foi o grão híbrido tolerante ao estresse hídrico, ocasionado pela escassez de chuva. "O fato de colher a silagem e não o grão é que, geralmente, a região de solo arenoso não tem uma produção expressiva de grãos, onde a silagem se torna mais viável. E dependendo da época que planta a primeira safra, se consegue fazer a safrinha. Apesar desse ano o preço estar atrativo para o grão, optei por vender o silo", destaca o produtor.

Segundo Emerson, a silagem está sendo comercializada na faixa de 0,10 a 0,14 centavos o quilo e o milho grão a R$ 40,00 a saca de 60 quilos. "O pessoal que tem gado planta para o rebanho e tem o agricultor, que planta milho silagem para a venda". Emerson frisa que o cultivo do milho em Jaguaruna teve um grande aumento. "Nos cinco anos que estou em Jaguaruna, a cultura do milho deu um salto de plantio. Nós considerávamos, lá em 2015, que o município plantava em torno de 150 hectares e agora, em 2020, plantando 450 hectares, quase que triplicou a área de milho plantada nos últimos cinco anos". Ele credita este aumento à comercialização da silagem. "O responsável por este aumento é também a comercialização da silagem, os pecuaristas começaram a fazer engorda do gado usando a silagem e os agricultores, então, viram no milho silagem uma oportunidade de renda".

Na opinião de Rangel, as lavouras de milho da região sofreram com a estiagem. "Aqui na minha lavoura senti um pouco, mas como fiz uma boa adubação, associada com um material de qualidade, estou conseguindo bons resultados".



Imagens

















carvalho.png

marcelo-site-ok.png
web-tv-ok-para-o-site.png

Rua Apóstolo João Evangelista, 211 – Loteamento Parque dos Pássaros – Riachinho- Jaguaruna – SC – CEP 88715-000 – (48) 3624-1489